________________________________________


"Entre livros nasci. Entre livros me criei. Entre livros me formei. Entre livros me tornei. Enquanto lia o livro, lia-me, a mim, o livro. Hoje não há como separar: o livro sou eu - Bibliotecária por opção, paixão e convicção".

Lemos porque a necessidade de desvendar e questionar o desconhecido é muito forte em nós”

"O universo literário é sempre uma caixinha de surpresas, em que o leitor aos poucos vai recolhendo retalhos. Livros, textos, frases, poemas, enfim, variadas formas de expressão que vão compondo a colcha de retalhos de uma vida entre livros. É o que se propõe".

Inajá Martins de Almeida

assim...

"Quem me dera fossem minhas palavras escritas. Que fossem gravadas num livro, com pena de ferro e com chumbo. Para sempre fossem esculpidas na rocha! (Jó 19:23/24)

________________________________________________________________

“Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir. O que confesso não tem importância.”

Fernando Pessoa - Poeta e escritor português (1888 - 1935)

____________________________________________________________________

terça-feira, 9 de novembro de 2010

VISITAS BLOG - 09 de novembro de 2010

3.000
_____________________________

Caros visitantes

Chegamos a marca das 3.000 visitas em todo o mundo -
período de 03 de fevereiro à 09 de novembro de 2010 (279 dias).

Foram 96 retalhos que aos poucos teceram e continuarão tecendo o universo literário.


(clique na imagem para ampliá-la)

É com grande alegria que agradeço a todos quantos estão participando com ricos comentários, sugestões, visitas.

Que os retalhos venham compor tantas colchas quantas forem as expectativas daqueles que dedicaram e continuarão dedicando tempo a este espaço.

Continuaremos juntos tecer leituras que os retalhos inspiram.

Inajá Martins de Almeida

São Carlos - 09 de novembro de 2010


4 comentários:

Aline Negosseki disse...

Paravéns, Inajá.

Fico feliz por estar nisso^-^

bjs
ALine

Inajá Martins de Almeida disse...

Querida Aline

Obrigada pelas visitas. Os retalhos neste espaço amealhados aos poucos vão formando colchas de leituras que podem ser acrescidas por indicações. Sei dos seus aicais e a parabenizo; logo mais eles aqui estarão também. Realmente estamos fazendo parte desse universo - nossa galáxia internet que tanto nos auxilia aos encontros e aos números. Não fora ela, quiçá alcançaríamos a marca das 3.000 visitas. Um beijo e até mais.

ELVIO disse...

Parabéns, "O esforço da árvore em crescer e dar frutos para muitos, termina aí. Porém a memória da árvore nos fornece "Sementes", é este o resultado do esforço, não só o doce do resultado como, a semente que renascerá em novas atividades"
Parabéns !!!
Elvio/Elanklever

Inajá Martins de Almeida disse...

Elvio meu querido e tão presente "presente". Nós bem o sabemos como tem sido nossas semeaduras. Semeamos nesses últimos anos em terrenos arenosos, rochosos, improdutivos, mas também em terra firme. São essas sementes que estão dando frutos e se transformando em novas sementes todos os dias. Como você mesmo escreveu: "A semente desenvolve em dois sentidos: um pode ser visto, outro não. Aquele que não se vê sustenta as flores. As flores secam, porém, as raízes permanecem". Obrigada a Deus por me aproximar dessa pessoa maravilhosa que você é todos os dias. Obrigada por estarmos crescendo juntos. Obrigada por estarmos fazendo do segundo tempo de nossas vidas, os melhores.