________________________________________


"Entre livros nasci. Entre livros me criei. Entre livros me formei. Entre livros me tornei. Enquanto lia o livro, lia-me, a mim, o livro. Hoje não há como separar: o livro sou eu - Bibliotecária por opção, paixão e convicção".

Lemos porque a necessidade de desvendar e questionar o desconhecido é muito forte em nós”

"O universo literário é sempre uma caixinha de surpresas, em que o leitor aos poucos vai recolhendo retalhos. Livros, textos, frases, poemas, enfim, variadas formas de expressão que vão compondo a colcha de retalhos de uma vida entre livros. É o que se propõe".

Inajá Martins de Almeida

assim...

"Quem me dera fossem minhas palavras escritas. Que fossem gravadas num livro, com pena de ferro e com chumbo. Para sempre fossem esculpidas na rocha! (Jó 19:23/24)

________________________________________________________________

“Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir. O que confesso não tem importância.”

Fernando Pessoa - Poeta e escritor português (1888 - 1935)

____________________________________________________________________

sexta-feira, 18 de junho de 2010

O CÓDIGO DA INTELIGÊNCIA - Augusto Cury

Preparamo-nos tecnicamente para atuar na vida profissional, mas, muitas das vezes não conseguimos trabalhar nosso eu interior, nossas emoções, nossas angústias, nossas decepções, como nos fala o autor de forma magnífica.

"A vida tão bela se torna, assim, uma fonte de angústias". 

 De forma clara, concisa e inteligente, oito códigos nos são apresentados, começando do eu como gestor do intelecto, concluindo com o eu como gestor da emoção, para que possamos atuar como seres pensantes, numa sociedade em que os valores parecem estar invertidos. Além desses, deparamo-nos com quatro armadilhas a que nossa mente esta exposta, as quais nos fazem redefinir nossa conduta na sociedade. 

Um livro para ser lido, estudado, analisado, aplicado em todos os momentos de nossa vida. Um verdadeira sessão de terapia, em pouco mais de duzentas páginas.

Para mim, como leitora, crítica, apreciadora, escritora, ouso dizer que Augusto Cury é um escritor brilhante e fascinante - um dos melhores que já tive oportunidade de ler - além de nos proporcionar ajuda inestimável no trato de nossos conflitos. Ensina-nos a nos despir da timides de meros espectadores, para nos fazer ágeis atores no palco da vida.

Este é Augusto Cury, sempre uma caixinha de surpresa do começo ao fim do livro.

"Quando o homem explorar intensamente o pequeno átomo e o imenso espaço e disser que domina o mundo e conquistar as mais complexas tecnologias e disser que sabe tudo, então terá tempo para se voltar para dentro de si. Nesse momento, compreenderá que dominou o mundo de fora, mas não dominou o mundo de dentro, os imensos territórios da sua mente".


Veja alguns lances da palestra realizada no Teatro La Salle na cidade de São Carlos no dia 26 de agosto de 2010
http://saocarlosemimagens.blogspot.com/2010/08/augusto-cury-palestra-sao-carlos.html


______________
comentários de Inajá Martins de Almeida

________________

Cury, Augusto.  O código da inteligência: a formação de mentes brilhantes e a busca pela excelência emocional e profissional  /   Augusto Cury.  -  Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil/Ediouro, 2008.    

2 comentários:

juliano cesar de oliveira disse...

Oi adorei sua resenha...mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos..acesse o link..www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem.

juliano cesar de oliveira disse...

Oi adorei sua resenha...mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos..acesse o link..www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem.