________________________________________


"Entre livros nasci. Entre livros me criei. Entre livros me formei. Entre livros me tornei. Enquanto lia o livro, lia-me, a mim, o livro. Hoje não há como separar: o livro sou eu - Bibliotecária por opção, paixão e convicção".

Lemos porque a necessidade de desvendar e questionar o desconhecido é muito forte em nós”

"O universo literário é sempre uma caixinha de surpresas, em que o leitor aos poucos vai recolhendo retalhos. Livros, textos, frases, poemas, enfim, variadas formas de expressão que vão compondo a colcha de retalhos de uma vida entre livros. É o que se propõe".

Inajá Martins de Almeida

assim...

"Quem me dera fossem minhas palavras escritas. Que fossem gravadas num livro, com pena de ferro e com chumbo. Para sempre fossem esculpidas na rocha! (Jó 19:23/24)

________________________________________________________________

“Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir. O que confesso não tem importância.”

Fernando Pessoa - Poeta e escritor português (1888 - 1935)

____________________________________________________________________

sexta-feira, 20 de maio de 2011

RITA ELISA SEDA EM ARARAQUARA

Araraquara - 27 de maio de 2011


Rita Elisa Seda fala sobre seus livros

(clique sobre a foto para ampliá-la)

Memorável noite de autógrafos


(clique sobre a foto para ampliá-la)

(clique sobre a foto para ampliá-la)

Sob clima literário, Rita Elisa discorre sobre as raízes de Aninha - Cora Coralina

___________________

Em casa de Silvinha, Araraquara/SP, tarde de quinta-feira 26/05/2011,  as amigas comentam fatos inusitados, entre troca de regalos significativos


(clique na foto para ampliá-la)

Atentos todos se voltam para Inajá quando, com a camiseta nas mãos diz que as rosas falam sim.
Falam de boas lembranças, de um passado que o tempo jamais consumirá.
  

Um comentário:

SONYA MELLO disse...

Amiga, Inajá, muito legal, esse momento! Quem me dera ter estado lá também! Sucesso para nossa amiga Rita Elisa e obrigada por partilhar conosco, "bons momentos" das artes de todas as formas!
Abraços